Programa PE no Campus vai destinar 100 bolsas de estudos a aprovados na UPE pelo SSA

O PE no Campus - Programa de Acesso ao Ensino Superior de Pernambuco - vai destinar 100 bolsas a estudantes aprovados no Sistema Seriado de Avaliação (SSA) da Universidade de Pernambuco (UPE) egressos da rede estadual de ensino. O número corresponde a 10% de todos os beneficiados do programa em 2021. A decisão consta do Decreto 51.299, publicado no Diário Oficial do Estado no sábado (4).

Os estudantes contemplados receberão por 12 meses uma Bolsa de Apoio à Permanência, no valor de R$ 1,1 mil. Passado este período, os selecionados terão R$ 440 por mais 12 meses como Bolsa de Manutenção. A quantia contribui com as despesas do curso, além de moradia, alimentação e transporte.

Os critérios para a definição de direito à ajuda financeira do governo do estado serão determinados pela Secretaria de Educação e Esportes, em edital que será ainda lançado.

Nas seleções anteriores era necessário que o candidato tivesse estudado todo o Ensino Médio na Rede Pública Estadual, fosse atendido pelo Bolsa Família ou apresentasse renda familiar inferior a três salários mínimos.

O primeiro pagamento será realizado no mês de início das aulas do semestre letivo, desde que o bolsista tenha todos os dacumentos exigidos anexados e validados no sistema de acompanhamento do programa.

Será considerada como requisito adicional para qualificação como beneficiário do PE no Campus a comprovação de residência pelo estudante em município distante, no mínimo, 50 quilômetros da instituição de ensino superior em que foi admitido.

Além das 100 bolsas para o SSA da UPE, o PE no Campus vai destinar 200 bolsas de igual valor aos estudantes do Programa de Incentivo Acadêmico da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe).

Publicada portaria que abre nove vagas para professor auxiliar na UPE

A Universidade de Pernambuco (UPE) vai receber inscrições, a partir de segunda-feira (6), para o processo seletivo simplificado que disponibiliza nove vagas para o cargo de professor auxiliar.

De acordo com a portaria conjunta SAD/UPE 90/2021, publicada no Diário Oficial do Estado de sábado (4), as oportunidades são para atuação nos campi de Santo Amaro (Recife), Garanhuns e Serra Talhada. O salário será de R$ 2.093,40.

O prazo para as inscrições termina no dia 20 de setembro. As vagas são para os cursos de Medicina da UPE. Uma das contratações será destinada para pessoa com deficiência.

As funções exigem graduação, pós-graduação ou residência na área. A carga horária será de 30 horas semanais.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas exclusivamente por meio do endereço eletrônico www.upe.br/concursos.html. Neste mesmo link será divulgado a partir das 18h do dia 1° de outubro de 2021.

A seleção será composta por etapa única, de caráter classificatório e eliminatório, que consistirá em avaliação curricular, a partir do Currículo Lattes do candidato com a documentação comprobatória anexada na formalização da inscrição.

 

DISTRIBUIÇÃO DAS VAGAS

CAMPUS SANTO AMARO (RECIFE)

Neonatologia (2, sendo uma vaga para portador de deficiência) e Anatomia Patológica (1)

CAMPUS GARANHUNS

Citologia, Histologia e Embriologia (1).

CAMPUS SERRA TALHADA

História da Medicina, Identidade Médica e Bases da Técnica Cirúrgica (1), Anatomia, Citologia, Histologia e Discussão Clínica (1), Imunologia, Farmacologia, Genética e Discussão Clínica (1), Geriatria e Clínica Médica (1) e Oncologia e Discussão Clínica (1).

Revista de Extensão da UPE aceita submissão de trabalhos inéditos para edição em fluxo contínuo

Criada pela Pró-reitoria de Cultura e Extensão Universitária (PROEC) da Universidade de Pernambuco, a Revista de Extensão da UPE tem o objetivo de ampliar a divulgação das atividades de cultura e extensão existentes no âmbito da Universidade de Pernambuco (UPE) e de outras comunidades, além de apresentar as interfaces que essas atividades desenvolvem com o ensino e pesquisa.

Pesquisadores podem acessar o site www.revistaextensao.upe.br e fazer o cadastro para submissão de trabalhos dentro da linha do fluxo contínuo, que consiste na aceitação e divulgação de material durante todo o ano. Sugestões também podem ser enviadas para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

A revista aceita artigos originais ou de revisão, relatos de experiência, reflexões teóricas, comunicações breves, entrevistas e resenhas críticas.

A contribuição deve ser original e inédita. A Reupe não aceita trabalhos apresentados em eventos acadêmicos e que estejam disponíveis integralmente na internet. 

Com publicação semestral, a revista propicia a pesquisadores e coordenadores de projetos de cultura e extensão, desenvolvidos junto à comunidade, discorrerem sobre seu trabalho nessa área, em uma linguagem acessível ao público.

O acesso às seis edições já publicadas pode ser feito através do link http://www.revistaextensao.upe.br/index.php/reupe.

Banco de dados construído por pesquisadores da Poli/UPE e parceiros da Itália e Espanha é usado em competição internacional de reconhecimento de documentos

Os resultados de uma competição envolvendo uma base de dados com mais de 20 mil imagens de documentos brasileiros serão divulgados na próxima semana durante a 16ª Conferência Internacional sobre Análise e Reconhecimento de Documentos (ICDAR 2021) que acontecerá em Lausanne, na Suíça, entre os dias 5 e 10 de setembro.

O dataset foi desenvolvido pelo professor do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Computação (PPGEC) da Escola Politécnica da Universidade de Pernambuco (Poli/UPE), Byron Bezerra, juntamente com os orientandos em pós-graduação Celso Lopes Junior e Ricardo B. Neves Junior, e os colaboradores internacionais Alejandro H. Toselli (Universidade Politécnica de Valencia, Espanha) e Donato Impedovo (Universidade de Bari, Itália).

Devido a restrições de privacidade em função da Lei Geral de Proteção de Dados, os pesquisadores substituíram as informações originais dos documentos (como nome, data de nascimento, filiação, dados numéricos, entre outros) por dados sintéticos. Foram adquiridas assinaturas manuscritas dos conjuntos de dados MCYT e GPDS que foram incorporadas sinteticamente às imagens dos documentos de identidade, de habilitação e CPF.

As imagens dos documentos simulam capturas através de diferentes câmeras de celular em diferentes resoluções. Documentos que aparecem nas imagens são caracterizados por ter diferentes texturas, cores e iluminação, em diferentes fundos do mundo real com padrões não uniformes. Tudo isso tornou a competição ainda mais desafiadora, atraindo grande atenção da comunidade científica que atua nesta área.

A proposta da competição foi trabalhar com diferentes níveis de tarefas de segmentação. O objetivo foi avaliar a qualidade dos algoritmos de segmentação de imagens em caso de documentos adquiridos por câmeras de dispositivos móveis, onde diversos problemas podem influenciar a tarefa de segmentação, como a distância do documento para a câmera, a perspectiva, o foco, a reflexão ou sombra devido à luminosidade do ambiente, entre outros.

Para o professor Byron Bezerra, os resultados observados na competição indicam que alguns dos desafios propostos requerem mais investigação por parte da comunidade científica da área. "Com isso, o dataset que nós construímos se torna uma importante ferramenta de apoio aos pesquisadores que continuarão os estudos a fim de superar o atual estado-da-arte e, como consequência disso, melhorando a qualidade de sistemas de segmentação de imagens", afirmou.

Programa Associado de Pós-graduação em Enfermagem UPE/UEPB abre seleção para bolsa de pós-doutorado

O Programa Associado de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade de Pernambuco (UPE) e Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) abriu processo seletivo para preenchimento de vaga de uma bolsa de pós-doutorado.

O prazo de inscrição dos interessados termina às 18h do dia 7 de setembro, com envio da documentação exigida para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

O valor da bolsa é de R$ 4,1 mil por 12 meses, prorrogáveis por mais 12 meses. Os recursos são oriundos da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq) e da Secretaria de Estado da Educação e da Ciência e Tecnologia (SEECT).

É preciso ter formação em Enfermagem, outras áreas da Saúde e áreas afins, com estudos na área da saúde humana. A atuação poderá ocorrer em uma dessa duas linhas: Políticas e Práticas de Saúde e Enfermagem em Promoção à Saúde ou Enfermagem em Promoção e Vigilância à Saúde.

Entre os requisitos estão: ter obtido o título de doutor em cursos recomendados pela Capes, não possuir vínculo empregatício ou funcional de qualquer natureza, não ser aluno em programa de residência e estar apto a iniciar as atividades de imediato.

Mais informações e edital:

https://w2.solucaoatrio.net.br/somos/upe-papgenf/index.php/pt/